Blog

Coaching e a escuta por excelência


A escuta por excelência é, mais que um conhecimento que se adquire, um aprendizado que se pratica. No Coaching, ela é fundamental: informa a pergunta a ser feita. E uma questão bem feita pode fazer a diferença entre um resultado positivo e transformador ou uma experiência pouco satisfatória e frustrante.

Meu nome é Ana Claudia Paim Kessler. Eu não gosto do Claudia, nem do Paim, de forma que uso apenas Ana Kessler. Mas lá em 1986, quando tinha 13 anos, meu apelido na escola era “Tia Paim”. Não me perguntem por que, em idade tão tenra, me chamavam assim. Eu mesma jamais havia pensado nisso até fazer a formação em Coaching da Integração/ICF. Chamavam-me “tia” porque eu sabia ouvir.

Sempre fui uma espécie de boa ouvinte, aquela que as pessoas procuravam para desabafar suas angústias, pedir conselhos, contar segredos, buscar uma luz. Aprendi no curso que não devo usar as palavras “sempre”, “nunca”, entre outras limitantes, e concordo, pois que algumas vezes não soube calar, de forma que nem sempre fui boa ouvinte, apesar de escutar bem.

A escuta por excelência é, mais que um conhecimento que se adquire, um aprendizado que se pratica. No Coaching, ela é fundamental: informa a pergunta a ser feita. E uma questão bem feita pode fazer a diferença entre um resultado positivo e transformador ou uma experiência pouco satisfatória e frustrante.

Escolher um Coach que saiba ouvir e, mais que isso, que compreenda realmente o que você está dizendo, absorva genuinamente o âmago da sua questão e devolva em forma de questionamentos construtivos e, sobretudo, que instigue você a se escutar é determinante para o sucesso da empreitada. Coaching é uma valsa a dois!

Objetivo: Transformar

Desde que o mundo é mundo as pessoas se transformam. O que o Coaching faz é entregar as rédeas dessa coisa chamada destino ao destinatário. Como ele faz isso? Através de um processo consciente de mudança, em que essa consciência está alojada em duas mentes pensantes e conectadas, uma que instiga (Coach), a outra que é instigada (Coachee), integradas a corações que pulsam. É uma via de mão dupla de reflexões e emoções, onde o fluxo dessa estrada é o combustível do Coaching.

O objetivo? Ajudar as pessoas a serem melhores versões delas mesmas no trabalho, na vida pessoal, em seus relacionamentos.

Onze são as principais competências em Coaching. E tudo começa no estabelecimento dos pilares da relação entre o Coach e o Cliente. Ao longo de artigos, vou falar sobre cada competência, com exemplos e reflexões. Até lá!

Um beijo,

Ana

#transformação #mudança #coaching

Featured Posts
Archive
Follow Me
  • Grey Facebook Icon
  • Grey Twitter Icon
  • Grey Instagram Icon
  • Grey Pinterest Icon